Por que você precisa de um site responsivo

Um site responsivo que se adapta a diferentes formatos de tela é uma vantagem e tanto para seu negócio

Quem tem visão de mercado sabe que manter um site na internet é indispensável para que seu produto ou serviço se consolidem entre o público. Afinal, estamos cada dia mais conectados, não é mesmo? A Pesquisa Brasileira de Mídias (PMB) 2015 apurou que cerca de 50% dos usuários de internet brasileiros passam pelo menos cinco horas por dia online – e a tendência é que esses números aumentem ainda mais nos próximos anos!

A explicação para esse crescimento é simples: dispositivos móveis como tablets e smartphones tornaram o acesso à internet muito mais fácil. Hoje em dia, no ônibus a caminho do trabalho ou na sala de espera do dentista você pode estar online. Outro estudo, da GlobalWebIndex, apurou que o Brasil ocupa a terceira posição mundial no ranking dos países com mais pessoas conectadas via celular. Em média, os brasileiros passam três horas e quarenta minutos por dia acessando a web pelo smartphone.

E de que forma isso impacta seu negócio? Montar uma página para um computador desktop ou notebook é diferente de pensá-la para um celular ou tablet – nestes últimos, o formato da tela bem menor exige que as informações sejam mostradas com mais clareza. Um site pode ser chamado de responsivo quando é programado para se adaptar a diferentes dispositivos.

Afinal, o que torna um site responsivo?
Criar um site responsivo significa proporcionar ao usuário que navega pela sua página uma melhor experiência. Entre as medidas que tornam um site responsivo estão:
ter atenção para que os textos sejam legíveis, de forma que o usuário não tenha que dar zoom para enxergar o que está escrito na tela;
distribuir o conteúdo de modo que não seja preciso rolar a barra horizontal para, só assim, se conseguir visualizar a tela como um todo;
adaptar o tamanho de botões e links, afastando-os o suficiente um dos outros, pois o cursor do mouse é substituído pelo dedo do usuário;
redimensionar o tamanho das imagens, fazendo com que o site carregue sem demora;
evitar softwares como o Flash, que não são comuns em dispositivos móveis;
simplificar os elementos presentes na tela, pois o usuário de um smartphone normalmente tem menos tempo para navegar.

Tenha em mente que, na internet, sua página estará, a todo momento, disputando a atenção do usuário com várias outras. Ou seja, se vacilar, dificilmente você terá uma segunda chance para cativar um possível cliente, perdendo terreno para a concorrência.

Sites responsivos levam vantagem no Google
Não é segredo para ninguém que o Google é o principal buscador da internet. É a ele que praticamente todos os usuários recorrem ao pesquisar algum tema de seu interesse. Nessa hora, só recebem atenção os primeiros nomes que aparecem em cada busca. Nas consultas feitas em smartphones, o Google dá preferência em seu ranqueamento para sites responsivos. Ou seja, quem não se adapta a outros formatos, fatalmente acaba ficando para trás. A companhia, inclusive, fornece uma ferramenta para verificar se a sua página é compatível com dispositivos móveis. Basta clicar neste link e preencher o endereço do seu site.

Se o seu negócio ainda não tem um site responsivo, já está mais do que na hora de mudar isso, entre em contato e agende uma visita comercial@dropweb.com.br

Fonte: http://ubound.co

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *