Loja virtual como crescer e ser rentável

O comércio eletrônico continua crescendo mesmo diante da crise econômica que se alastra pelo Brasil. Para ter ideia, de acordo com os dados da pesquisa E-bit, em 2015 o e-commerce brasileiro teve um aumento de 15,3% comparado a 2014.

Se você já possui um negócio digital pode estar se perguntando: Mas como garantir a rentabilidade e aproveitar esse momento de crescimento?

Primeiramente, para saber rentabilidade do sua loja virtual, divida o lucro da empresa (medido em determinado período) pelo valor do investimento inicial ou valor atual da empresa e você terá, em percentual, a rentabilidade do negócio do período calculado.

A conta vale para qualquer empresa. Agora, se a rentabilidade da sua loja virtual está longe da meta, segundo artigo publicado no e-commerce Brasil, o problema pode estar relacionado a três fatores: visitas, conversões e logística.

Detalhamos abaixo, como esses pontos podem impactar diretamente na rentabilidade do seu e-commerce. Confira:

VISITAS

De acordo com pesquisa da Experian Hitwise, a taxa média de conversão brasileira é baixíssima: apenas 1,65%. Ou seja, é preciso, antes de tudo, atrair o público para o e-commerce. Essa ação deve ser planejada, com investimento em ações de marketing digital, ferramentas para obter métricas ou seja, saber exatamente o perfil do consumidor para converter as visitas em novas compras. “O que não faltam hoje são ferramentas de mensuração. Se você não possui um profissional dedicado para métricas ou não investe boa parte do seu tempo em análises de resultados, você tem grandes chances de entrar para lista das lojas virtuais não rentáveis ou dos que já ‘fecharam as portas’”.

CONVERSÕES

Uma pesquisa de 2012, da Serasa Experian (detentora da Hitwise) mostrou que o e-mail é o canal que apresenta a melhor taxa de conversão em vendas para os sites de e-commerce no Brasil, com 2,53%. Em seguida aparece o canal “Search”, ferramentas de busca, com 2,08% e depois as mídias sociais, com 1,18%.

LOGÍSTICA

Crescer é sempre o objetivo da empresa. Porém, o empresário deve estar atento em como esse crescimento pode impactar na operação logística, pois não adianta o lucro escoar pela necessidade de investimento para atender um novo cliente. Por isso, as ações devem ser planejadas e observar fatores como o frete grátis, troca grátis, logística reversa e gestão dos fornecedores deve estar no plano.

Um bom exemplo é frete grátis. Segundo a pesquisa Webshoppers,  oferecer o frete grátis foi bastante comum ao longo dos últimos 15 anos no mercado de e-commerce, com o intuito de oferecer mais vantagens aos compradores. Entretanto, de acordo com o relatório “sua manutenção causava um grande desequilíbrio nos resultados das empresas, por gerar um elevado custo de operação. Para melhorar a rentabilidade ao longo de 2015, as principais lojas do setor reduziram a prática.

Quer saber mais sobre como ser rentável no e-commerce?

Entre em contato com nosso consultor de negócios online lucas@dropweb.com.br

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *